21.7.06

Dentro de mim próprio

Hoje me arrastei prá fora de mim
busquei me agarrar pelos calcanhares
chorei na dor da despedida
senti como se fosse o fim

adentro meu próprio eu
munido de mim mesmo
subindo pelos calcanhares
habitando minha própria morada

dedos nos dedos
olhos, sentidos, ouvidos
olhares, sentimentos, sussurros...

11/07/2006
15h50

Um comentário:

Dé disse...

...o que eu senti lendo “Dentro de mim Próprio”: desafio...sair do meu mundo confuso e seguro... me ver pelo lado de fora, assim como o outro me vê... com todos os defeitos e marcas... me olhar nos olhos... não é nada fácil... e depois voltar... será que eu me amo o suficiente?... bem que eu quero, mas ainda não sei se me basto...